Se for embora?

21:39


Até que de repente, você percebe que encontros de almas são mais importantes que um único e definitivo encontro. Na verdade, você percebe que todo encontro é único e definitivo. Você passa a compreender que o aprendizado de cada relação traz consigo um mundo novo pra dentro do seu universo interior. E então, o prazer do enlace se torna maior que a saudade que fica da partida que não é unilateral. A partida é mútua.  A partida é natural quando ambos sabem que a troca de energia durou o infinito daquele eterno.

Até que de repente você se permite. Permite-se curtir seus encontros do início ao fim. Passa a agradecer tanto o desfecho quanto o começo dessa linha que percorreu por sorte de mãos dadas. Entende que caminhos cruzados que se descruzam não precisam ser sofridos. Muito pelo contrário devem ser vividos com a intensidade de um encontro de almas. Pois certeiramente é o que é.

Até que de repente, você flutua. Flutua em uma vibe de libertação. Libertação da maldade do pensamento alheio. Mas principalmente da libertação que é viver o presente com o coração inteiro. Sem ter medo de que amanhã, a falta de uma presença se torne ausência. Pelo contrário, com a convicção de que não existe ausência quando você consegue guardar as memórias em uma caixinha de música.

Até que de repente, você descobre. Descobre-se. Descobre o outro. Descobre um luar capaz de iluminar a praia inteira. E nos olhos dele ver refletido uma paz tão intensa como o brilho das estrelas que fazem do mar espelho. Descobre que lindos reflexos somem apenas dos sonhos que você acaba por matar de tanto temer o "se for embora". E então, já não mais medo.

Até que de repente, aquela história de tudo ter começo, meio e fim pode ser contada da maneira que você quiser. E que o "soltar as mãos" não precisa converter toda a beleza do encontro em dor. Aquela lua no céu estrelado. Aquela praia cintilante. Aquele mar e a brisa. Que todo aquele cenário foi, sim, de amor. Do amor que trocaram num encontro de almas que durou o tempo necessário para se tornar inesquecível.


Você também vai gostar

0 comentários

rodapé

rodapé

Manda um alô!

Posts recentes

Facebook